Mapa Mental para Concurso: Retenha até 95% do que você estuda!

Já imaginou reter até 95% das matérias que você estuda?

mapa_mental_para_concursos

E posso te garantir, não é nenhuma fórmula mágica, isso é possível e você só precisa utilizar um método, o qual vou falar aqui com você, que é o método do MAPA MENTAL.

O maior desafio para qualquer concurseiro é ter métodos realmente eficientes que o ajude a não se esquecer da matéria. Pois afinal, mesmo que você leia um ou duas vezes um conteúdo, não será o suficiente para assimilar e memorizar aquela matéria.

E pode ficar tranquilo, isso é natural para 99% das pessoas…

Por que isso ocorre?

O grande motivo, é que nosso cérebro possui alguns níveis de trabalho no que tange a memorização. Abaixo apresento para você a pirâmide do aprendizado. Ela exemplifica muito bem como a taxa de retenção de uma “simples leitura” é muito baixa (cerca de 10% de retenção), mas que se utilizado o método correto, podemos elevar a nossa taxa de retenção para até 95% das matérias estudadas para concurso!

Os mapas mentais possuem recursos que estimulam a trabalharmos na base desta pirâmide do aprendizado, pois os mapas mentais fazem com que tenhamos que explicar, resumir, estruturar, definir, generalizar, elaborar e ilustrar o conteúdo em questão. Justamente as ações necessárias para termos uma retenção de até 95% do que estudamos.

piramide_do_aprendizado

Gravei um vídeo em meu canal do Youtube onde explico com mais detalhes a pirâmide do aprendizado, confira.

Qual a “mágica” dos mapas mentais?

Nossa mente é a máquina mais complexa que existe e infelizmente ela não vem com um manual de instruções, temos nós, que correr atrás e entender como essa fantástica máquina funciona. E foi isso que Tony Buzan, o professor que “criou” o mapa mental fez. Na década de 70 ele começou observar como funcionava nossa mente perante o aprendizado.

Podemos dizer que os mapas mentais falam a mesma língua que nosso cérebro, pois ele trabalha da mesma forma que nossas conexões neurais atuam, por meio de conexões de ideias e pensamentos. Parece complexo? Pode ficar tranquilo, daqui a pouco vou te explicar em mais detalhes como isso funciona e te garanto que é simples.

Entenda que os mapas mentais é o canivete suíço de nossa mente!

Como os mapas mentais podem te ajudar a estudar para concursos?

Primeiro é importante entendermos como criar o mapa mental perfeito, sim, perfeito, pois é importante seguir as regras para criação de um mapa mental para que você possa extrair ao máximo o poder que esta ferramenta pode oferecer para você concurseiro.

Materiais Necessários para Criação de Mapas Mentais

Tenha em mente que o importante é o conceito do mapa mental bem aplicado, se ele será feito com os melhores materiais, no computador, utilizando um software, em uma folha sulfite, ou em uma cartolina, isso não é relevante. Isso mesmo, o importante (independente de onde estiver fazendo) é o COMO fazer o mapa mental.

Bom, mas quando falamos em criar mapas mentais, temos duas opções:

1) MAPA MENTAL FEITO À MÃO

Material necessário é uma folha em branco e canetas ou lápis coloridos, somente isso.

papel_caneta_mapa_mental

2) MAPA MENTAL FEITO NO COMPUTADOR

Material necessário é somente um software de mapas mentais. Temos vários no mercado, cada um com suas características. Um que recomendo muito é o MindMeister, utilizo ele há alguns anos, e gosto pois além de ele ser online, é multiplataforma. É acessível pelo computador, tablete e inclusive celular.

mapa_mental_no_computador

Tenho um vídeo onde abordo especificamente a questão de mapas mentais a mão e mapas mentais feitos no computador, confira.

4 Elementos de um Mapa Mental Eficiente

Agora vamos entender quais são os elementos essenciais que devem estar presentes em um mapa mental realmente eficiente:

1) Ideia Central

Todo mapa mental começa com uma ideia central, é o “tema” do mapa mental. Inicie o mapa mental sempre ao centro da folha. De preferência no formato horizontal, pois assim você terá mais espaço livre para desenvolver seu mapa mental.

2) Ramificações

Assim que definir a ideia central do mapa mental, você começa a criar as ramificações, são as conexões entre a ideia central com as ideias secundárias, terciárias e assim por diante. Para entender melhor o conceito de ramificações (também conhecido como ramos), é fazermos a analogia com os galhos de uma arvore.

3) Palavras-Chave e Imagens-Chave

As palavras-chaves e imagens-chave são as responsáveis por ativar nossa memória e fazer com que seja possível assimilarmos e memorizarmos grande quantidade de informação. O objetivo da palavra-chave e imagem-chave é de sintetizar um conteúdo.

É importante evitarmos colocar frases longas nos mapas mentais, principalmente para fins de estudos. Pois as palavras-chave juntamente com as imagens-chave têm com o objetivo ativar nossa memória e não de passar a informação completa. Ai surge o poder dos mapas mentais!

4) Cores

Nosso cérebro não é monocromático, portanto, utilizar cores nos mapas mentais permite com que o nosso cérebro tenha mais atenção ao mapa mental. Portanto, utilize cores! Recomendo que defina uma cor para cada ramo principal do mapa mental.

Para ficar mais simples o entendimento, confira abaixo um simples mapa mental feito em uma folha sulfite comum que contém todos estes elementos: ideia central, ramificações,  palavras-chave, imagens-chave e cores.

Confira:

exemplo_mapa_mental

Revisando Seus Mapas Mentais

O maior poder dos mapas mentais é justamente na hora da revisão, pois o mapa mental consegue condensar grande quantidade de informação em uma única folha, tornando muito mais fácil suas revisões futuras.

A cada quanto tempo revisar? Isso depende do ritmo de estudos de cada um, mas certamente a revisão do mapa mental é muito rápida. Um mapa mental de um livro de 400 páginas por exemplo, pode ser facilmente revisado em 5 minutos.

Veja o ganho de tempo e produtividade que você terá!

Espero que você tenha gostado deste conteúdo e que a partir de hoje você comece a utilizar os mapas mentais em seus estudos.

Grande abraço!

Deixe seu Comentário