Como aprender idiomas utilizando mapas mentais

Você precisa aprender inglês ou outro idioma e já tentou diversas maneiras mas nunca conseguiu dar sequência?

aprender-idioma-mapas-mentais

Um dos grandes desafios atualmente é o aprendizado de novos idiomas. O mundo está globalizado, saber um, dois ou até mais idiomas se tornou algo essencial em diversas profissões.

Com isso, utilizar técnicas e métodos realmente eficientes, que possam te auxiliar neste processo de aprendizado é essencial.

E como utilizar mapas mentais para aprender um novo idioma?

Antes de tudo, é importante entender que o mapa mental não é nenhuma panaceia, ele é sim, uma das ferramentas que podem te auxiliar, e muito, no seu processo de aprendizado.

O objetivo deste artigo não é oferecer mapas mentais prontos para o aprendizado de um novo idioma, já que, pode ser aplicado para qualquer idioma.

Meu objetivo é algo maior, mostrar a estrutura e o conceito chave para você mesmo poder aplicar e criar seus mapas mentais!

Como funciona?

Mapa mental trabalha na mesma “sintonia” de nosso cérebro, por isso o aprendizado por ele se torna eficiente. E só é possível, pois são utilizadas palavras-chave, imagens-chave e principalmente as ramificações, algo muito semelhante as nossas conexões neurais. Por isso que funciona!

Baixe nosso e-book gratuito e entenda como os mapas mentais funcionam.

Os mapas mentais falam a mesma “língua” de nosso cérebro!

Em meus cursos e palestras, sempre ressalto que mapa mental é uma ferramenta e um método, ele não é, e nem pretende ser, uma receita!

O que quero dizer com isso? Que não queira seguir a risca o formato dos mapas mentais apresentados, e sim, o conceito apresentado! Capte a ideia e crie seus mapas da melhor forma que você julgar.

Siga as regras básicas para maior eficácia da ferramenta, mas molde para sua realidade, faça no formato que você achar melhor. Isso é muito importante!

Confira algumas dicas de como aprender um novo idioma utilizando mapas mentais:

1. Crie vários mapas mentais

Não se limite em ter somente um mapa mental, fracione em diversos mapas mentais. Um mapa mental específico sobre inglês utilizado em reuniões e no ambiente de trabalho. Outro mapa mental, para regras gramaticais, outro ainda, para lazer, etc. Não fique preso na quantidade de mapas mentais, dividir em assuntos pode lhe ajudar muito.

2. Faça do seu jeito

Como já disse anteriormente, não fique preso em algo que você viu em um curso ou pesquisou na internet. Faça da forma que você sentir que irá te ajudar a aprender melhor. Lembre-se, os mapas mentais são seus!

3. Importância das palavras-chave e imagens-chave

Se você já utiliza mapas mentais, sabe da importância das palavras e imagens-chave, caso ainda não utiliza, baixe grátis nosso e-book onde explico em mais detalhes as regras básicas e essenciais para criação de mapas mentais eficazes.

Escolher bem as palavras-chave, imagens-chave e as ramificações é o que garante você criar um mapa mental que realmente irá ajudar você no aprendizado deste novo idioma.

O que sempre recomendo aos meus alunos, é que crie o mapa mental no momento que está estudando, pois ele irá potencializar seu raciocínio.

Ai está um grande segredo dos mapas mentais: No momento que você está estudando e precisa pensar em qual palavra-chave irá utilizar, qual ramificação nova irá criar em seu mapa mental, você está estimulando seu cérebro a raciocinar com os dois hemisférios cerebrais, o esquerdo (lógico) e o direito ( criativo).

Sempre que utilizamos a “capacidade máxima” de nosso cérebro, que é o que ocorre quando desenvolvemos mapas mentais, são criadas novas sinapses, ou seja, conexões neurais, e quando o novo acontece, é neste momento que conseguimos armazenar mais informações e conhecimento de forma sólida e com qualidade.

4. Mapa mental sozinho não resolve

Sim, sinto informar, mas mapa mental sozinho não faz milagre. Lembra-se o que comentei no início? Mapa mental é uma ferramenta, um método, ele deve ser utilizado em conjunto com outras áreas.

No caso específico de aprender um novo idioma, você precisa ter fontes confiáveis de aprendizado, seja em um curso presencial, um curso on-line, ou mesmo em algum site na internet.

Seu mapa mental pode estar perfeito, mas imagina se você anotou uma a concordância de uma palavra errada?

Então, utilize o mapa mental como um suporte de aprendizado, e colha as informações em fontes confiáveis.

5. Dicas práticas

Algumas divisões básicas podem ser utilizadas, independente do idioma que deseja aprender, seja inglês, japonês, alemão ou qualquer outro.

Na hora de aprender um novo idioma, podemos criar mapas mentais de:

  • Palavras de uso mais comum;
  • Frases para viagem;
  • Frases para vida social;
  • Regras gramaticais;
  • Entre muitos outros.

O grande diferencial dos mapas mentais é justamente esse, ele pode ser aplicado praticamente em qualquer lugar que você sentir necessidade em armazenar informações, e o melhor, com qualidade!

Aplique os mapas mentais no aprendizado de um novo idioma, você irá se surpreender como potencializa seus estudos e resultados.

Quer aprende TUDO sobre mapas mentais?

Confira nosso curso 100% online! Nele você irá aprender tudo sobre mapas mentais e como aplicar esta ferramenta poderosa em seu dia a dia no trabalho e nos estudos.

Para mais informações, acesse: www.mapamental.org/curso

Um abraço e até a próxima.

Deixe seu Comentário